Policia

Suspeito de matar criança de 11 anos dá 2 versões e diz que ia atirar em jacaré

Autor, de 23 anos, tentou fugir e foi preso em propriedade rural, mas alega que disparo foi acidental

10/06/2019 08h02Atualizado há 5 meses
Por: Redação
Fonte: Midiamax
84
Foto: Divulgação/PM
Foto: Divulgação/PM

O homem de 23 anos autor do disparo que matou uma criança de 11 anos em Sidrolândia, cidade distante a 70 quilômetros de Campo Grande apresentou duas versões para a Polícia durante seu depoimento.

Conforme informações do delegado Diego Dantas, durante depoimento em primeiro momento o autor negou que estivesse armado, depois mudou sua versão e disse que iria atirar em um jacaré quando a criança passou na frente e foi atingida.

“Mas tem o depoimento da testemunha ocular, que é o irmão da vítima, de 13 anos, que presenciou toda a ação e conta que ele atirou na criança”, diz o delegado.

Ainda conforme informações do delegado, o autor é marido da prima da vítima. Eles estavam em uma fazenda e por volta das 18h o autor chamou a vítima para irem caçar jacaré. Testemunhas foram ouvidas e nenhuma mencionou alguma rixa ou desentendimento entre os familiares. O autor tem passagem por violência doméstica registrada por sua esposa.

O delegado contou ainda que apesar o autor estar preso, as investigações sobre o caso continuam. O homem de 23 anos responde por homicídio doloso com aumento da pena pela vítima se tratar de um menor de 14 anos e por porte ilegal de arma de fogo. Ele deve passar por audiência de custódia na tarde desta segunda-feira (10), em Sidrolândia.

Caso

Um garoto de 11 anos morreu vítima de um disparo de arma de fogo, na noite de sábado (8), em Sidrolândia. O crime aconteceu em uma estrada que dá acesso a uma fazenda.

O irmão da vítima, de 13 anos, presenciou o crime e contou aos policiais que antes de atirar, o acusado de 23 anos mandou a criança se ajoelhar. “Ele mandou meu irmão se ajoelhar no meio do mato e atirou”, conta.

Ainda de acordo com o irmão da vítima, o acusado tentou fugir em meio à vegetação, mas foi detido por moradores do local.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários